O Ar-Condicionado e a sua saúde

O Ar-Condicionado não é nenhum vilão para o nosso corpo, além de não prejudicar a saúde, ainda pode aumentar a produtividade no ambiente de trabalho e até mesmo ajudar na recuperação de pacientes enfermos.

Mas existem sim alguns cuidados que devemos ter ao utilizar o aparelho para evitarmos incômodos ou desconfortos e podermos desfrutar de todo o conforto e benefícios oferecidos por esta tecnologia.

Confira abaixo nossos materiais sobre saúde:

Ar Condicionado faz mal à saúde?

Ar-condicionado faz mal à saúde?

Não, o ar-condicionado não faz mal à saúde quando utilizado adequadamente. Trata-se de um aparelho que climatiza o ambiente através de um fluído refrigerante (gás), que pode refrescar ambientes quentes e aquecer ambientes frios, mas neste segundo, somente nos modelos com o ciclo reverso (quente e frio).

A utilização adequada do ar-condicionado não vai trazer nenhum mal à sua saúde, fique tranquilo. Seguem algumas dicas para você ficar informado e para tirar o melhor proveito do seu equipamento.

Todo o aparelho de Ar-Condicionado possui um Filtro de Ar que deve ser limpo periodicamente, pois nele ficam armazenadas todas as impurezas presentes no ar do ambiente, como fungos e bactérias. Sem a devida limpeza dos filtros, com o tempo estas impurezas acabam retornando ao ambiente e isso pode resultar em uma proliferação de bactérias e vírus desencadeando alergias e gripes, por exemplo.

Existem aparelhos de Ar-Condicionado que possuem tecnologia extra para eliminar centenas de vírus e poluentes do ar como o Vírus Doctor, o Filtro HEPA, dentre outros. Mas para o devido funcionamento destas tecnologias, os filtros de ar também devem estar devidamente limpos e higienizados.

A higienização completa do aparelho deve ser feita por um especialista, também deve ser realizada sempre que possível, pois somente o profissional conseguirá abrir a unidade interna e promover a limpeza completa.

Pessoas alérgicas tem maior tendência a reagir à mudança repentina de temperatura, por isso evite ficar parado na direção do insuflamento (fluxo de ar) da unidade interna, para evitar reações alérgicas causadas por este motivo. Outro recurso que pode ser observado na grande maioria dos aparelhos é a possibilidade de desviar o fluxo de ar evitando assim o contato direto com seu corpo. Caso você não tenha o controle sobre a direção do fluxo de ar e da temperatura do ambiente, procure cobrir o pescoço e o tórax com agasalhos.

Se você gosta de dormir com ar-condicionado ligado, utilize os recursos que o aparelho oferece, muitos aparelhos possuem a Função "Dormir” ou “Sleep" que proporcionam uma noite de sono ainda mais agradável, pois fazem o ajuste gradual da temperatura inicialmente escolhida em acordo com a variação da temperatura corporal que acontece durante o período de sono. Recomenda-se o ajuste da temperatura entre 22°C e 25°C e o acionamento desta função ("Dormir” ou “Sleep") para obter o melhor conforto durante a noite toda. Caso o seu aparelho não ofereça esta funcionalidade, procure não deixar o aparelho com uma temperatura muito baixa. Lembre-se quando acordar de abrir as janelas para o que o ar do ambiente seja renovado.

Cuide da umidade do ambiente, pois o aparelho de Ar-Condicionado em funcionamento acaba diminuindo a umidade presente no ar, isso pode ocasionar o ressecamento das vias respiratórias, causando desconforto para algumas pessoas. Se você perceber este tipo de desconforto periodicamente, recomendamos a umidificação do ar no ambiente (utilize um aparelho umidificador, por exemplo), e a hidratação do corpo bebendo água.
Ar-Condicionado para Bebês

Ar-Condicionado para Bebês

Ter ou não ter um ar-condicionado no quarto do bebê? Esta é uma dúvida muito comum para muitos pais na hora de cuidar do bem-estar e da saúde do filho (a). O ar-condicionado é usado até mesmo em UTIs neonatais e pode se tornar uma opção saudável e confortável, principalmente em regiões com temperaturas mais elevadas.

Mas é necessário ter atenção quanto ao seu uso, a temperatura do ambiente deve estar agradável para o bebê, o recomendado é o ajuste entre 22°C e 25°C para manter o ambiente climatizado e confortável.

Limpe os Filtros do Ar com maior periodicidade


O filtro de ar é sempre um aliado para a saúde, porém, deve estar devidamente limpo para que ele possa exercer corretamente sua função de combater bactérias e fungos presentes no ar do ambiente. Por isso, confira periodicamente como estão os filtros e limpe se necessário.

Tenha atenção com a umidade do ar


Para climatizar, o ar-condicionado diminui a umidade presente no ambiente, portanto, se o ar estiver muito seco, recomenda-se utilizar um umidificador juntamente com o ar-condicionado para ajudar na umidificação e melhorar o conforto percebido.

Deixe o berço longe do ar-condicionado


Nunca direcione o fluxo de ar do ar-condicionado para onde está o bebê. Procure deixar o berço em uma posição onde o fluxo de ar não entre em contato diretamente com o corpo do bebê.

Renove o Ar todos os dias


É muito importante que seja realizada a renovação do ar do ambiente climatizado. Pelo menos uma vez por dia, abra portas e janelas para que entre um ar renovado para dentro do ambiente.

Cuidado na hora de dormir


Para que o bebê tenha uma noite agradável de sono, utilize os recursos que o aparelho oferece. Muitos aparelhos possuem a Função "Dormir” ou “Sleep" que proporcionam uma noite de sono ainda mais agradável, pois fazem o ajuste gradual da temperatura inicialmente escolhida em acordo com a variação da temperatura corporal que acontece durante o período de sono. Recomenda-se o ajuste da temperatura entre 22°C e 25°C e o acionamento desta função ("Dormir” ou “Sleep") para obter o melhor conforto durante a noite toda. Caso o seu aparelho não ofereça esta funcionalidade, procure não deixar o aparelho com uma temperatura muito baixa.

Evite ambientes com temperaturas muito diferentes


A constante entrada e saída em ambientes com grandes diferenças de temperaturas pode ser um risco à saúde de qualquer pessoa, portanto, procure manter a temperatura equalizada em todos os ambientes da casa, evitando que a troca brusca de temperatura cause mal-estar também ao bebê.
Ar-Condicionado para Gestantes

Ar-Condicionado para Gestantes

É normal que durante o período de gestação, a imunidade do corpo fique mais baixa e a pressão baixe em dias mais quentes. Isto com certeza é um fator preocupante para as futuras mamães.

São nestes casos que o Ar-Condicionado se torna um grande aliado para as gestantes, pois com um ambiente climatizado e longe do forte calor, a pressão se regulariza evitando desmaios e a desidratação corporal devido ao suor.

Um ambiente fresquinho diminui as chances de queda de pressão e, com isto, evita tonturas e até possíveis desmaios. Quedas por desmaios podem ser um grande risco para a mãe e para o bebê, pois o impacto da queda pode ser prejudicial à saúde de ambos.

Outro cuidado é para não exagerar nas temperaturas muito baixas, tente deixar o ambiente agradável e procure não ficar transitando entre ambientes com temperaturas muito diferentes, pois isto pode resultar em mal-estar à saúde.
Também deve-se ficar atenta ao ressecamento das vias respiratórias. Procure manter-se sempre hidratada quando estiver em um ambiente climatizado, pois o ar-condicionado diminui a umidade presente no ar durante o funcionamento. Se possível, utilize um umidificador de ar para ajudar manter o ar do ambiente úmido e também tenha por perto um copo de água, caso sinta necessidade de se hidratar.

Para dormir tranquila com o ar-condicionado ligado, recomenda-se ajustar a temperatura entre 22°C e 25°C e acione a função "Dormir ou “Sleep”, presente em grande parte dos aparelhos de ar-condicionado, pois o aparelho fará o ajuste gradual da temperatura do ambiente em acordo com variação da temperatura corporal que ocorre enquanto estamos dormindo. Caso o seu aparelho não ofereça esta funcionalidade, procure não deixar o aparelho com uma temperatura muito baixa.
Choque Térmico - Mitos e Verdades

Choque Térmico - Mitos e Verdades

Você certamente já ouviu alguém lhe falar “cuidado com o choque térmico! ”, não é mesmo? O popular “choque térmico” refere-se a saída repentina de um ambiente muito quente para outro ambiente muito frio. Mas você sabe quando o choque térmico realmente é um risco?

Segundo a Unimed Brasil, para ocorrer o choque térmico, é necessário haver uma mudança muito brusca ou repentina de temperatura, fato que normalmente não ocorre em nosso dia a dia.

Sair de um banho quente e em seguida, devidamente vestido, abrir a porta da geladeira, não é uma mudança de temperatura suficiente para causar um choque térmico como muitos acreditam.

Este tipo de situação não apresenta nenhum risco a saúde de uma pessoa saudável, mas podem haver complicações para cardiopatas ou desencadear crises de asma e rinite, por exemplo.

Ainda aproveitando o exemplo do banho quente citado anteriormente, o que poderia realmente causar um choque térmico que ofereça risco a saúde, seria se a pessoa sair do banho quente com trajes inadequados e ir até a rua em um dia de muito frio com geada. Isso seria uma mudança realmente muito brusca de temperatura e poderia causar o choque térmico.

O Choque Térmico em relação ao Ar-Condicionado


Como vimos até aqui, o choque térmico somente é causado por uma mudança muito brusca de temperatura, entretanto, sair de um ambiente muito quente e entrar em um ambiente climatizado não será nenhum choque térmico, mas o corpo humano poderá sim reagir a esta mudança de temperatura como espécie de reação de defesa. Esta reação pode provocar espirros, congestão nasal ou tosse.

Nossa dica para evitar complicações é manter os diferentes ambientes com temperaturas equalizadas entre 22 e 25°, para evitar desencadear estas reações. Em locais onde você não tenha o controle sobre a temperatura do ambiente e a direção do fluxo do ar, procure cobrir pescoço e tórax com agasalhos.
Como limpar o Filtro do Ar-Condicionado

Como limpar o Filtro do Ar-Condicionado

Deixar de realizar a limpeza periódica dos Filtros do seu Ar-Condicionado pode acabar custando caro à sua conta de luz e à sua saúde. A falta de limpeza pode resultar em um maior consumo de energia elétrica, diminuição da vida útil de seu aparelho, diminuição do rendimento e, principalmente, potencializar problemas de saúde.

Quando os Filtros estão sujos, eles impedem que o ar circule corretamente no ambiente, isso faz com que o aparelho não opere de maneira adequada, ocasionando maior esforço do compressor para atingir a temperatura desejada. Ou seja, sua conta de luz vai aumentar e a vida útil do aparelho vai diminuir! Sem falar que toda a sujeira acumulada no filtro é transferida para o ambiente e pode resultar no desencadeamento de alergias e gripes.
Portanto, é muito importante que periodicamente, seja efetuada a limpeza dos Filtros do seu Ar-Condicionado. Além de manter o ambiente com um ar saudável, a limpeza pode evitar os transtornos mencionados.

Confira no vídeo abaixo, como realizar a limpeza do Filtro de ar em casa:

5
5